http://instagram.com/k_carrasqueira

sábado, 17 de agosto de 2013

Ofegantes

Poema nº 156
Tal virilidade
que penetra
a doçura
num ritmo
que evoca
uma música
de uma nota só.

Já cansado
então o êxtase
invade a alma.

05 de Novembro de 2011.


Ofegante
Não me importa a vida
quando o calor do teu abraço
esquenta meu corpo.
Quando tuas mãos suadas
acariciam minhas coxas.
Quando teus lábios trêmulos
percorrem meu pescoço.

Quem me importa a vida
quando nós nos amamos?

03 de Agosto de 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário