http://instagram.com/k_carrasqueira

sábado, 2 de agosto de 2014

Na Estrada I

Na Estrada I

Na estrada
de ferro
me seguro na cadeira, algo concreto.
Sonhos não são palpáveis até se tornarem realidade.

O medo do desconhecido,
a segurança,
me fazem querer que essa viagem dure para sempre.
Ou até o tempo de você me salvar.

Te carrego como um amuleto,
uma joia preciosa de valor inestimável.
Te carrego em mim
enquanto sinto que você se afasta.

E meu trem segue pela estrada...

07 de Julho de 2014.

domingo, 6 de abril de 2014

Olhar

Olhar

Era só um olhar
mais que sincero, 
era ingênuo e humilde.

Era só um olhar, 
mas nele se encontravam todas as estrelas, 
e, inclusive, o luar.

E por mais que fosse só um olhar
era, apenas, através dele
que se via toda a beleza da vida.

18 de Maio de 2005.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Carnaval II

Carnaval II

Quem é voce?
Acredite, não vai descobrir.
Se a vida é só carnaval
Fantasia é sempre normal!

Quem é voce?
Eu também quero me descobrir.
Se a vida anda muito normal,
vista uma fantasia e faça o seu carnaval!

22 de Março de 2011.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Eternidade II

Eternidade II

Um dia, um mês, uma eternidade.
Um amor que já não se cabe,
uma dor que não se sabe
se vai embora ou se fica.

Sem tristeza, sem alegria.
Um fim,
para um recomeço ou para a vida?
Dois meses e vinte e quatro dias.

27 de Agosto de 2013.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Borboleta

Borboleta

Eu borboleta
minha alma sorrateira
pelo ar serpenteia.
De longe, a beleza.
De perto, a tristeza.

Eu, borboleta,
Chuva, arco-íris,
Ventos, flores,
velhos e novos amores...

Eu borboleta
minha alma inquieta
pela vida titubeia.
Entre o futuro e o passado
vales de incerteza.

14 de Janeiro de 2014.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Final II

Final II

E me encontro perdido
no meio do nada.
Meu abrigo agora
voa aos pedaços
junto com o vento.
O que sobrou é
pequeno e leve
demais para se carregar.
Por isso me deixam
sozinho.

03 de Janeiro de 2008.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Poema nº 190

Poema nº 190

Vem me fazer sorrir
que hoje eu não quero desgraça.

Ao teu lado
todo dia é carnaval,
toda noite é fantasia,
na ilusão de ser feliz nos teus braços.

Não sei porque
eu tenho a sensação que te conheço,
mesmo com a certeza
de não te conhecer.

Nos teus olhos
fundos e frios
eu nem me atrevo a me perder.
E me dá um nó na garganta,
esse medo de te querer.


01 de Maio de 2013.